Com efetivo no limite, Guarda Municipal terá concurso para incorporar mais 500

gm.jpg
Frente a onda de violência na Capital nos últimos dias, o secretário especial de segurança e defesa social da Capital, Valério Azambuja, frisou, nesta quinta-feira (3), a necessidade de ampliar o efetivo da Guarda Municipal, conforme prevê o planejamento estratégico de segurança pública até 2020, por meio da realização de concurso público para 500 novos servidores.De acordo com Azambuja, o concurso reporá entre 20 e 25% da força de trabalho da Guarda e deverá ser realizado em 2019. Dentro do planejamento, também está prevista a aquisição de viaturas, motocicletas e armamento letal, como pistola calibre 380 para uso individual e armamento de operações calibre 12.“Toda essa logística das sete bases operacionais da cidade, incluindo esses recursos e aquisições, serão fundamentais em um trabalho preventivo que é realizado em apoio à Polícia Militar”, destaca.Com 1.190 guardas municipais, a corporação, segundo o secretário, trabalha no limite. “Os guardas atuam na segurança de 350 prédios públicos, incluindo unidades de saúde e educação, que representam 75% do total de instalações da Prefeitura (440)”, frisou.Além da segurança patrimonial, o efetivo da Guarda Municipal também realiza a chamada “patrulha Maria da Penha” com 30 guardas e dá suporte à Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), com outros 50 membros da corporação.